AGK NEWS - notícias e sentimento dos mercados – 13/01/2022

Inflação nos EUA dentro das expectativas traz alivio para o mercado.

Ontem foi divulgada a taxa inflacionária dos EUA no ano de 2021, sendo que ela refletiu a maioria das pesquisas, encerrando o ano em 7%.

Essa é a maior taxa verificada em 40 anos, e não difere dos outros países por conta da crise que a pandemia gerou.

Outro fator que colaborou com a calmaria nos mercados, foi a divulgação no final da tarde do livro bege. O livro mostra os andamentos econômicos das 12 regiões do FED e sinalizou que as pressões inflacionárias estão vindo do aumento salarial de alguns setores, e que os postos de trabalho estão sendo criados de acordo com as expectativas. O livro destaca os problemas com a variante Ômicron, que lota novamente os hospitais.

Com bases nesses movimentos nos EUA, as bolsas de valores tiveram mais um dia de alívio, tralhando em alta na maioria dos países. A B3 teve seu segundo pregão positivo e fechou em alta de +1,84% aos 105.686 pontos.

O dólar recuou perante as moedas globais, o apetite ao risco esteve presente, porém deve-se ter cautela, qualquer novo passo do FED relacionado aos juros pode inverter o cenário, O FED vem a “conta contas” sinalizando aos mercados os andamentos que irá tomar.

Com relação ao índice DXY, o dólar recuou -0,74% fechando aos 94.915 pontos.

No Brasil, após iniciar o dia acima de 5,615, o dólar passou a cair, principalmente na parte da tarde, já no final dos negócios após a divulgação do livro bege; a moeda encerrou em torno de 5,55, porém chegou a ser cotada por volta de 5,525.

Colaborou com a queda do dólar no Brasil a expectativa de forte aumento da Selic, que torna atrativa as operações de carry trade; analistas ainda são céticos com relação a cotações do dólar abaixo de 5,50 por um longo período.

Olhares atentos aos dados de seguro-desemprego nos EUA.

Os preços do petróleo trabalham em alta de +0,12% na média.

O Bacen irá realizar leilões de swap cambial para fins de rolagens (11:30hs).

AGENDA ECONÔMICA: Principais divulgações hoje:

BRASIL: crescimento do setor de serviços (09:00hs).

EUROPA: discurso de membros do BCE (08:30hs).

EUA: discursos de membros do FOMC (a partir 10:00hs), índice de preço ao produtor (10:30hs), pedidos de seguro-desemprego (10:30hs)

BOLSAS DE VALORES:

Ásia: fecharam em baixa de -1,30% na média.

Europa: trabalham em baixa de -0,08% na média.

EUA-índices futuros: trabalham em alta de +0,15% na média.