Relatório Diário dos Mercados Financeiros-11/07/2014

Publicado em 11/07/2014

Imagem do Artigo Relatório Diário dos Mercados Financeiros-11/07/2014

MERCADOS: os principais índices de ações dos Estados Unidos fecharam em vermelho por temores ante indícios de um possível estresse financeiro em Portugal. O Índice S&P 500 caiu 0,41%, para os 1.965 pontos; o Dow Jones caiu em similar proporção 0,42%, para os 16.915 pontos; enquanto o Nasdaq caiu 0,52%, para os 4.396 pontos. Por causa disso e por quedas profundas em nível global foram ativados os tradicionais mecanismos de proteção, com o preço do ouro subindo próximo de 1% e as taxas dos bônus do tesouro dos EUA abaixando 20 pontos, para os 2,53%.

ECONOMIA: hoje, nos Estados Unidos, foram divulgados os pedidos iniciais de auxílio-desemprego, correspondentes à semana finalizada em 5 de julho, que atingiram os 304.000 por baixo dos 315.000 esperados pelo mercado. No Reino Unido, foi divulgado o déficit comercial que se expandiu para 2.418 milhões de libras, ultrapassando os 1.600 milhões esperados pelos analistas.

CORPORATIVO:
uma das companhias do grupo Espírito Santo Financial Group, principal proprietário do banco português Espírito Santo, não tomou conta, hoje, do pagamento de suas obrigações de curto prazo com alguns de seus credores. A cotação de suas ações foi suspensa depois da queda de 17%, arrastando perdas no resto dos mercados. Ontem, a Moody´s rebaixou a qualificação do banco para Caa2 pela falta de transparência em seus resultados financeiros e suas relações com outras companhias do grupo. O Banco de Portugal reafirmou que a solvência do Banco Espírito Santo melhorou substancialmente e pode evitar os riscos provenientes de outras companhias parte do grupo.


PARA ONDE OLHAR? Para amanhã, será destacada a publicação do índice de preços ao consumidor alemão e a respectiva taxa de inflação. No plano corporativo, será destacada a publicação de resultados trimestrais da Wells Fargo.


Deixe seu comentário