Mercado financeiro- relatório semanal 29-10-2014

Publicado em 29/10/2014

Imagem do Artigo Mercado financeiro- relatório semanal 29-10-2014

MERCADOS: no fechamento deste relatório, os principais índices acionários dos Estados Unidos mostravam resultados positivos, impulsionados pelo dado de confiança do consumidor. O S&P 500 subiu 1,04%, atingindo os 1.982 pontos; o Dow Jones ganhou 0,98%, chegando aos 1 6.985 pontos; enquanto o Nasdaq avançou 1,58%, alcançando os 4.556 pontos.

ECONOMIA: os pedidos de bens duráveis nos Estados Unidos caíram 1,3% no mês de setembro, por baixo do aumento de 0,9% esperado pelos analistas. Excluindo o componente de transportes, a queda nos pedidos se reduz para 0,2%, por baixo da alta de 0,5% esperada. Os preços das casas, medido pelo Índice S&P Case/Shiller Home Prices Index, se contraíram 0,1% em agosto, ao mesmo tempo em que o consenso dos analistas esperavam, em média, um aumento de apenas 0,1%. Finalmente a confiança dos consumidores avançou, fortemente, em outubro, ao atingir os 94,5 pontos dos 89,0 do mês anterior, surpreendendo o mercado, já que era de se esperar uma queda para os 86,8 pontos. As vendas varejistas no Japão subiram 2,7% em setembro, surpreendendo os analistas que esperavam um alta de 0,9%.

CORPORATIVO: o preço das ações de Twitter caiu mais de 8,9% depois de ter reportado perdas por 175 milhões de dólares. A rede social publicou rendas por 361 milhões de dólares e 284 milhões de usuários ativos, apesar do qual não alcançou as expectativas dos analistas. Por sua parte, a biofarmacêutica Pfizer publicou rendas e ganhos que ultrapassaram as expectativas dos analistas. A companhia reportou vendas por 12,36 bilhões de dólares, ultrapassando os 12.280 esperados pelos analistas. Apesar disso, o preço de sua ação se manteve sem variações no fechamento deste relatório, depois de recortar o máximo de ganhos por ação projetado para este ano.

PARA ONDE OLHAR? amanhã, serão destacados os anúncios após a reunião de política monetária do FOMC nos Estados Unidos. No plano corporativo, é de se esperar os relatórios de lucros de Visa e Kraft Foods, dentre outros.


Deixe seu comentário