Mercado fiananceiro - Relatório semanal

Publicado em 03/10/2014

Imagem do Artigo Mercado fiananceiro - Relatório semanal

MERCADOS: a tendência baixista da cotação do dólar dos últimos dias nos mercados se acentuou hoje, pois as ações nos Estados Unidos fecharam, novamente, com fortes perdas; impulsionadas pela publicação de dados econômicos que decepcionaram o mercado e pelo incremento nos riscos geopolíticos em nível global. O S&P 500 caiu -1,33%, para os 1946 pontos; o Dow Jones recuou -1,40%, para os 16.805 pontos; enquanto o Nasdaq perdeu -1,59%, para os 4.422 pontos.

ECONOMIA: o dia de hoje esteve repleto de dados econômicos importantes nas principais economias do mundo. Nos Estados Unidos, foi publicado o Índice ISM Manufatureiro de setembro, que caiu 2,4 pontos, para os 56,6 a respeito do dado de agosto, fato que indica um menor crescimento do setor, embora se mantendo em terreno expansivo. Os analistas esperavam uma redução para os 58,0 pontos. Outro dado que resultou, particularmente, negativo foi o gasto em construção, que baixou 0,8% em agosto, depois do avanço de 1,2% atingido em julho, surpreendendo o mercado que esperava um aumento  no gasto de 0,5%. ADP publicou seu relatório de emprego privado, que estima que para o mês de setembro o mercado de trabalho tenha somado 213.000 novas vagas, ultrapassando a média estimada pelos analistas (200.000). Finalmente, as vendas domésticas de novos veículos para setembro foi de 12,9 milhões anuais, 8,5% inferiores às de agosto. Na Europa, os dados econômicos também divulgaram surpresas negativas. O PMI manufatureiro da Alemanha, correspondente a setembro, caiu de 50,3 para 49,9 pontos, localizando-se em terreno contrativo. O mesmo indicador, mas para a zona do euro, caiu para 50,3, enquanto os analistas esperavam que o indicador se mantivesse em 50,5 pontos. Outro dado foi a estimação final do PIB do segundo trimestre da Rússia, que cresceu ao mesmo ritmo do período anterior e conforme as projeções dos economistas (0,8%). Finalmente, o PMI manufatureiro oficial da China se posicionou em 51,1 pontos, apenas por cima de 51,0 esperados pelo mercado.

CORPORATIVO: as vendas domésticas de carros e caminhões da Ford caíram em setembro a respeito de igual mês do ano 2013. Isso impactou na cotação das ações que caíram 1,35% na sessão. A General Motors reportou um incremento de 19,4% nas vendas de carros e caminhões levianos, levando a que as ações fechassem com um lucro de 1,72%.

PARA ONDE OLHAR? amanhã, nos Estados Unidos, divulgaremos os pedidos iniciais de auxílio-desemprego e os pedidos de fábrica do mês de agosto. Na zona do euro, o Banco Central Europeu publicará sua decisão sobre os tipos de juros de referência.


Deixe seu comentário